Revista CONTEÚDO, Vol. 12, No 1 (2017)

ADAPTAÇÃO DOS BEBÊS NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL: ALGUMAS REFLEXÕES

Mariana Bortolazzo, Ereni Matias

Resumo


Neste artigo são apresentadas as conclusões da pesquisa de Iniciação Científica realizada junto a Faculdade Cenecista de Capivari – FACECAP, na qual interessou refletir e analisar o processo de adaptação dos bebês na escola de Educação Infantil. A Educação Infantil, primeira etapa da Educação Básica atende crianças de 0 a 5 anos de idade, é oferecida pelos municípios e deve garantir processos educativos aliados aos cuidados com as crianças pequenas e com os bebês. No caso desses últimos, o processo de adaptação escolar – ou seja, o processo de transição entre o lar e a instituição educativa – precisa ser muito cuidadoso e envolver a equipe escolar e as famílias. Neste sentido, objetivou-se refletir e analisar como se dá o processo de adaptação dos bebês na escola de Educação Infantil, buscando aparatos teóricos – por meio da pesquisa bibliográfica – e práticos – construídos a partir das entrevistas realizadas com profissionais desse segmento de ensino. O que se pode perceber é que o afeto, o cuidado e a atenção voltados especificamente ao bebê que está em processo de adaptação – vindos da equipe escolar e também das famílias – é essencial para tornar esse processo menos doloroso e mais tranquilo para as crianças e para os familiares. Alguns recursos como a utilização de objetos transicionais e a organização do espaço escolar são fatores que também oferecem segurança neste ritual de ingresso na instituição educativa.

Texto Completo: PDF